2015-10-15

um nervoso
miúdo
apodera-se
dentre linhas o espaço
o tempo que compete
seja o tempo de chegada
e corre
o tempo que não acontece

vernaculamente merda para o tempo
que passa sem que chegue

uma pessoa encomenda
e quer
que seja hoje amanhã

o tempo nunca mais passa
nunca mais é tempo
e quando for
que sejas
cor

Pedro

No comments: